Domingo, 6 de Abril de 2008

XI. O sol tem um novo brilho

    

     Liana e Sebastian decidiram passar a noite juntos, depois de Liana ter contado tudo o que sabia de novo. A parte em que Rúben planeava matar Sebastian deixou todos abalados, mas decidiram não pensar muito no assunto agora que Rúben estava preso e à espera de julgamento. Mas tudo mudou com um telefonema nessa manhã.

- Liana, o teu telemóvel está a tocar...

- Não quero saber... - resmungou Liana, ainda meio a dormir.

- Queres sim, pode ser da polícia.

     Ao ouvir essa palavra, Liana levantou-se rapidamente e atendeu.

- Liana?

- Olá Laura. Passa-se alguma coisa?

- Sim... Telefonaram-me agora da polícia.

- Novidades?

- O Rúben foi encontrado falecido na cela onde estava. Suicídio. - respondeu Laura, depois de um suspiro.

     Houve silêncio dos dois lados da linha. Sebastian levantou-se e tentou estudar a expressão de Liana, mas não conseguiu decifrar o que se passava. Por fim, Laura quebrou o silêncio.

- Eu disse à polícia que ia lá contigo hoje. Eles já tentaram falar com a família, mas sabem muito pouco de onde vivem e quem são.

- Há três anos quando namorávamos ele vivia com a mãe. Mas nunca mais soube nada dela, e eles não eram muito chegados...

- A que horas queres ir lá?

- Quando é que não estás a trabalhar no ginásio?

- Eu... estou desempregada. Demiti-me e contei ao dono que tinha fornecido a tua morada a um estranho através do computador de lá.

- O quê?! Mas porquê? Não precisavas de o fazer!

- Precisava sim, não me sentia bem. Já tenho um novo emprego em vista, e também estou a pensar voltar aos estudos.

- Ok... Então, que tal daqui a uma hora? Encontramo-nos na polícia? Quero esquecer isto tudo de vez...

- Sim, concordo. Até já então.

- Até já.

     Depois de dar a notícia do suícidio de Rúben a Sebastian, Liana telefonou a Rita a dizer não só as novidades, mas que também queria que ele estivesse com eles na polícia.

- Ok. Vou para lá daqui a pouco. E olha, encontrei a tua mãe às compras com o Paulo. Fazem um parzinho maravilhoso.

- Aquilo vai às 5 maravilhas. Estou feliz por ela. Até já.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Parece que acabou o pesadelo... - comentou Sebastian nessa mesma noite, enquanto jantava com Liana em casa dele.

- É verdade... Acabou por ser mesmo uma história digna de filme policial... Nunca vou é chegar a perceber o que fez o Rúben voltar e onde esteve estes 3 anos. Mas também pouco me interessa. O bom desta história toda é que me fez perceber que encontrei o amor da minha vida.

- Quem é o desgraçado? - brincou Sebastian.

- Não sei... Mas se fosses tu, acho que não te importavas! - respondeu Liana, rindo-se e tocando nas mãos de Sebastian por cima da mesa.

- Sabes o que é que podíamos fazer agora?

- O quê?

- Não te digo. Esperas um bocado e acabas de jantar primeiro.

- Já sabes que detesto quando fazes isso! Sou demasiado curiosa...

- Hoje quem manda sou eu...

- Da última vez quem mandou também foste tu.

- Não, não. Da última vez quem mandou foi a parede de tua casa...

- Realmente tens uma certa razão... - concordou Liana, enquanto se ria.

- E agora para sobremesa...

- É que nem penses. Primeiro dizes o que íamos fazer, depois então vem a sobremesa...

- Mas se eu te disser já não comemos a sobremesa!

- Então não digas! Faz! - suplicou Liana

     Sem mais demoras, Sebastian levantou-se, fazendo com que Liana o fizesse também, e começaram a beijar-se...

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Eu bem disse que já não íamos à sobremesa... - comentou Sebastian, deitado ao lado de Liana e acariciando-lhe o cabelo.

- Eu gosto mais da sobremesa que tu me deste...

- Pois, pois, o que tu queres sei eu...

- Ai sabes? Sabes que te quero a ti?

- Tinha uma ideia...

- E sabes que te amo?

- Hmm... Eu amo mais.

- Nah, nah. Eu amo mais. - picou Liana.

- Se me amas assim tanto, deixas-me comer o bolo todo.

- O que é que isso tem a ver?

- Absolutamente nada.

- Sabes que és um parvo, não sabes?

- Sei. E também sei que gostas de mim assim, e dois parvos juntos dão-se sempre extremamente bem.

- Tantas verdades juntas...

     E beijando Sebastian, novamente os dois se perderam um no outro, mas desta vez, com ela a mandar. ;)

                                                                                                   FIM...

                                                               :)

sinto-me:

publicado por Do outro lado do oceano às 01:38
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De simplicidade_complexa a 6 de Abril de 2008 às 13:10
DEMAIZ DEMAIZ DEMAIZ!
ADOREI SEGUIR^^

TANTO JEITO O TEU =)
QUANDO VEM A PRÓXIMA?
LOOL
JÁ AGORA...LEVAS UM ÓSCAR DA MIA PARTE! xD
BINCADEIRA^^

BjoO


De Do outro lado do oceano a 6 de Abril de 2008 às 15:36
OBRIGADA!!!!!!!!!!!!
Nao sei para quando vem o proximo, depende da proxima materia em matematica eh eh. :P
Mas criei um blog novo ;)
Descobri que tenho um gosto por fotos :O
http://a_objectiva_do_ser.blogs.sapo.pt/
Depois vai la dar uma vista de olhos, mas ainda nao tem quase nada :P falo disso no meu proximo post ;)

Beijinhos enormes, obrigada por me teres dado a vontade de continuar
Liz*e


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
17
18
19
21

22
24
25
26
27
28

29


.posts recentes

. Sonhos, escrita e um alqu...

. Beleza e Inveja . Senhora...

. E lá vão 3...

. Reflexão

. Preciso...

. Gooo Portugal :D

. Shiuu... As paredes não p...

. Mudanças de maré

. Ur so gay! * I kissed...

. Um novo rumo

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

.Prémio Magnolium

blogs SAPO

.subscrever feeds