Sábado, 29 de Março de 2008

III. Se me amas.

    

 

     Apesar de não viverem juntos, Liana e Sebastian dormiam juntos várias vezes por semana. Normalmente em casa dele, mas hoje Sebastian tinha telefonado a perfuntar se podiam sair e depois irem para casa dela.

     Enquanto Liana arrumava o seu quarto, pensava no que vestir. Sebastian deu a entender que iam a um restaurante um pouco formal. A primeira coisa peça de roupa que Liana se lembrou seria apropriada foi o vestido preto, curto, que ela tinha escolhido com Rita no 11º ano. Foi o mesmo vestido que Rúben ajudou a despir nessa noite. A noite em que Liana perdeu a virgindade por alguém que a estava a usar.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Liana?

- Sim Rita.

- Planos para esta noite?

- Sim, vou sair com o Sebastian. E sabes o que vou levar vestido?

- Não, mas tenho a certeza que te fica a matar, como tudo o resto!

- O vestido preto que comprámos no 11º...

- E isso não te traz recordações?

- Traz. Mas preciso de esquecer isso tudo e perder o meu medo. Acho que tens razão naquilo que me disseste de manhã.

- Óptimo Liana! Diverte-te. Trata bem o meu irmão...

- Ok, vou tentar. Tenho de desligar, ok? Ele deve estar a chegar.

- Ok 'miga. Beijinho.

- Xau, obrigada.

     Depois de maquilhagem aqui e ali, Liana olhou-se ao espelho.

- Nem está nada mal.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Já te disse que estás muito gira não já?

- Já, umas 10 vezes - respondeu Liana enquanto sorria.

     Sebastian estava a tentar o máximo por não pegar em Liana, beijá-la e dizer-lhe que não era igual aos outros. Mas o objectivo era ele fingir que não sabia de nada. Já era um milagre Liana estar a responder positivamente aos seus elogios. Era aproveitar enquanto dura.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- O jantar estava óptimo, obrigado.

- Não fui eu que o cozinhei, tens de agradecer ao cozinheiro do restaurante. :P

- Tens razão. Mas foste tu que pagaste e escolheste o restaurante.

- Por mim repetíamos todas as semanas.

     Liana olhou para Sebastian. Havia esperança, um brilho nos olhos dele, mas algo mais... amor talvez? Como é suposto ela saber se nunca lhe tinha sido esse sentimento demonstrado?

- Ias à falência!

- Pois, isso é verdade. Mas podemos ir agora para tua casa e não se paga nada. ;)

- Vamos - respondeu Liana. E pela primeira vez em 3 meses, andaram de mãos dadas até ao carro.

sinto-me:

publicado por Do outro lado do oceano às 01:29
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De simplicidade_complexa a 29 de Março de 2008 às 12:29
CADA VEZ GOSTO MAIS...^^
ACHO QUE ISTO PROMETE =)

ASSIM VEREMOS!
ESTÁS A IR MUITO BEM.
GOSTO COMO DESENROLAS TUDO ;P

BjinhOs


De Do outro lado do oceano a 29 de Março de 2008 às 12:34
ahah obrigada!!
Eu quando acabei o primeiro post à dois dias nem me apetecia continuar, embora já tinha mais estes capítulos escritos... Mas depois de ver o teu comment, então porque não?! :)

Bjoo
Liz*e


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
17
18
19
21

22
24
25
26
27
28

29


.posts recentes

. Sonhos, escrita e um alqu...

. Beleza e Inveja . Senhora...

. E lá vão 3...

. Reflexão

. Preciso...

. Gooo Portugal :D

. Shiuu... As paredes não p...

. Mudanças de maré

. Ur so gay! * I kissed...

. Um novo rumo

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

.Prémio Magnolium

blogs SAPO

.subscrever feeds